quinta-feira, 20 de julho de 2017

Leo Vieira: Trabalho Autoral: Proteção, Profissionalismo, Respeito e Reconhecimento

Antes de tudo, vou listar a importância do registro de qualquer trabalho autoral:
– preserva a autenticidade de sua obra;
– impede que sua obra seja plagiada;
– impede que sua obra seja distorcida com acréscimos e/ou remoção de itens que
descaracterizem seu trabalho;
– impede que pessoas registrem o seu próprio trabalho e impeçam você de publicar a sua
própria criação;
– passa profissionalismo aos clientes, ao manter suas produções devidamente registradas,
organizadas e acessíveis;
Frases, composições musicais, partituras, textos, roteiros, contos, crônicas, poesias,
livros, logotipos, ilustrações, histórias em quadrinhos, personagens, etc. Tudo isso precisa
de registro antes e ser exposto na internet. Mas será que tudo que você publica ou pensa em publicar precisa de registro? Isso é relativo.
Tenha o hábito de reunir e organizar suas criações e também o hábito de ir regularmente à
Biblioteca Nacional periodicamente. Nesse intervalo, vá reunindo o trabalho e assim leve o
material com a ficha de inscrição, as cópias dos documentos e o registro de depósito do
pagamento.

Para quem trabalha com ilustrações e quadrinhos:
O registro de desenhos, personagens e histórias em quadrinhos são distintos e
necessários.
Registro de desenho: é quando você desenhou uma paisagem ou personagem qualquer de sua autoria ou alheio. O que está registrado é apenas a ilustração.
Registro de personagem: é quando você registra o seu personagem em quatro ângulos (frente,
verso, perfil e semi-perfil), o chamado “model sheet”, junto com o nome, características de
personalidade e cores. O personagem e suas características estão protegidas e seus direitos autorais reservados.
Registro de história em quadrinhos: é quando você registra a história apenas. O roteiro
não está garantido e nem mesmo os personagens utilizados. A história está protegida de ser plagiada e exposta sem autorização do autor.
Se você registra uma história em quadrinhos achando que os personagens já estão protegidos, você corre o risco e ser sabotado num registro alheio e ainda por cima, o oportunista pode te impedir de usar a história que consta o personagem registrado antes por ele.

Para mais informações, acesse o site a Biblioteca Nacional:
https://www.bn.gov.br/ 

Leo Vieira



Leo Terário


® Leo Vieira- Direitos Reservados

quinta-feira, 13 de julho de 2017

Leo Vieira: Fuja do Amadorismo (registre seus textos e artes)

Se você é escritor e tem muitos textos, poemas e livros inteiros, registre o material, mesmo que você não pretenda expor na internet. Se suas produções são desenhos e quadrinhos, faça o mesmo. Reúna o material e registre conforme a categoria (desenho, personagem ou história em quadrinhos). O material pode ficar impresso em um fichário ou então acessível em um blog ou site próprio. A quantidade de registros, assim como a organização lhe dará uma boa impressão de organização e compromisso com o trabalho autoral.

Leo Vieira


Leo Terário

® Leo Vieira- Direitos Reservados

sexta-feira, 7 de julho de 2017

Antrovista: Janaina Soares

Nossa amiga de hoje está iniciando no mercado literário e editorial e gostando bastante da experiência. Leitora assídua e escritora incansável, prepara uma trilogia romântica cheia de reviravoltas. Vamos prestigiar e dar as boas vindas a nossa nova autora. Com vocês, Janaina Soares
Antro Literário- Janaína, como foi sua juventude? Os livros fizeram parte na sua rotina?
Janaina Soares- Venho de uma família simples, com pouco estudo. Tive uma juventude como a maioria da minha idade, uma geração que cresceu sem as tecnologias de hoje. Saía com minha amigas, gostava muito de estudar e fui apresentada aos livros muito cedo. Minha primeira leitura foi “Alice no país das Maravilhas”. Esse livro me abriu um novo mundo, um Universo mágico e cheio de sonhos, onde eu poderia viajar sem sair de casa. Pegava os livros na biblioteca da escola onde estudava, e muito nova, ainda com 12 anos, li “Dom Casmurro” e me apaixonei por Machado de Assis. Depois disso, os livros não saíram mais da minha vida.


Antro Literário- Qual o livro que mais impactou na sua vida naquela época?
Janaina Soares- Sem dúvida, “Dom Casmurro”. Foi uma leitura difícil para uma menina de 12 anos, porém, ainda assim, compreendi a complexidade da obra e a forma como o autor deixou implícito a traição de Capitu.

Antro Literário- Que tipo de conteúdo precisa ter em um livro para prender a sua atenção?
Janaina Soares- Antes de mais nada, o livro precisa ter “conteúdo”, no sentido amplo do termo. Já li mais de 1000 livros em minha vida, e garanto que há muitas obras por aí sem conteúdo, que não falam sobre nada. Gosto de temas polêmicos, no geral. Tabus, ler sobre aquilo que a maioria não gosta de comentar. Preferencialmente, leio romances, mas não curto romances melosos e frívolos; também gosto de dramas e suspense.

Antro Literário- Como é a sua rotina de marketing e divulgação literária?
Janaina Soares- Bem, estou no início de tudo isso, então ainda é tímida. Tenho contatado muitos blogs para firmar uma parceria para divulgação de meu livro, além de sempre postar fotos e comentários dos leitores em minhas redes sociais. É uma forma de atrair mais leitores.

Antro Literário- Qual livro que você leu que acha que daria um bom filme?
Janaina Soares- “A garota que você deixou para trás”, de Jojo Moyes. Esse livro me marcou muito tanto por descrever os horrores da guerra, como pela delicadeza e precisão da autora em mesclar duas épocas distintas.

Antro Literário- E qual filme acha que seria melhor contado em um livro?
Janaina Soares- “A vida é bela”. Se tiver o livro, preciso encontrá-lo. Filme lindo e emocionante.

Antro Literário- Se a sua vida fosse um romance de ficção, qual seria o título?
Janaina Soares- “Belo desastre”, com certeza.

Antro Literário- Qual escritor você gostaria de ter como vizinho?
Janaina Soares- Posso dizer mais de um? Kkk. Jojo Moyes (sem dúvida), Nora Roberts, Ana Todd, Ernest Heminghay.

Antro Literário- Você já presenciou uma situação semelhante a de Dalila e Marcos?
Janaina Soares- Não, embora muitos leitores tenham assemelhado a história com minha vida (espero que nunca aconteça kkkk). A história foi toda criada em minha mente, sem qualquer semelhança com minha realidade.

Antro Literário- Conte pra gente sobre o seu romance "Ainda Não Acabou".
Janaina Soares- É o primeiro livro de uma trilogia. Quando comecei a escrever, não sabia que seria uma trilogia, apenas aconteceu. Marcos e Dalila são casados há sete anos e tem uma vida próspera, por ele ter uma família de nome e dinheiro. Ela, ao contrário, vem de uma família muito pobre, e nunca aceitou bem a situação, distanciando-se deles para se refugiar na família do marido. Mesmo sendo um advogado de sucesso e poder, Marcos não está satisfeito e decide mudar de ramo, sem muito planejamento, investindo tudo o que tem em um negócio arriscado de restaurantes. Dalila, uma professora de língua portuguesa, fica à margem de todas as decisões, e ambos perdem tudo, inclusive a mansão onde vivem, carros e dinheiro. Dalila, emocionalmente abalada, acaba perdendo o emprego e Marcos entra em uma depressão profunda. Eles chegam ao ápice, indo morar em um cubículo, sem dinheiro algum. Desesperada, Dalila decide se prostituir, já que conheceu uma professora que ganhava muito dinheiro em um prostíbulo. No início, ela se recriminava muito por fazer aquilo, mas a grana falou mais alto e ela continuou. Porém, um cliente obcecado por ela e antigo amigo de seu marido acaba revelando tudo a Marcos, em uma festa de família, o que faz com que ele expulse Dalila de sua vida. Ela sofre um acidente de trânsito, perdendo a memória. Três anos depois, Marcos a reencontra, sem ela ter ideia de que ele é seu marido.


Antro Literário-  Qual a sua experiência literária mais marcante?
Janaina Soares- Ainda estou no início dessa caminhada, por isso confesso que há pouco o que dizer. Entretanto, o dia do lançamento do meu livro foi o mais emocionante, deixou-me fascinada com a possibilidade de que alguém leria meu livro e feliz como nunca estive. 

Antro Literário- Qual projeto literário está em andamento que queira nos contar?
Janaina Soares- Bem, o segundo livro da trilogia “Ainda não acabou” está pronto, apenas em manuscrito. Também escrevi um terceiro romance, que é uma outra história, também em manuscrito. E estou escrevendo o último livro de Dalila e Marcos.

Antro Literário- Que sonho LITERÁRIO realizaria se ganhasse na loteria?
Janaina Soares- Nossa, essa é difícil. Mas imagino que baratearia mais o preço dos livros, dando mais acesso aos leitores brasileiros, e compraria todos os livros que pudesse rsrsrsrs.

Antro Literário- Quais os meios de contato (e-mails, sites, blogs, redes sociais, etc) para os leitores conhecerem você, suas obras e projetos?
Janaina Soares- Tenho meu e-mail pessoal: Janaina.soares2011@bol.com.br
Facebook: https://www.facebook.com/janaina.soares88
Instagram: https://www.instagram.com/accounts/edit/?hl=pt-br
Minhas obras podem ser encontradas nos seguintes sites:
https://www.amazon.com.br/Ainda-N%C3%A3o-Acabou-Janaina Soares/dp/8559681140/ref=sr_1_1?ie=UTF8&qid=1498831069&sr=8-1&keywords=ainda+n%C3%A3o+acabou
https://www.saraiva.com.br/ainda-nao-acabou-9635739.html
http://www.livrariacultura.com.br/busca?N=0&Ntt=ainda+n%C3%A3o+acabou
http://www.martinsfontespaulista.com.br/ainda-nao-acabou-542514.aspx/p
http://www.travessa.com.br/ebook-ainda-nao-acabou/eBook/62c92e42-d4e4-4fe2-a545-9a4ac13dc186
Ou diretamente comigo.

Por Leo Vieira

quinta-feira, 6 de julho de 2017

Leo Vieira: Blog Te Faz Especialista

É muito importante o registro e compartilhamento e suas criações e produções. Isso o torna mais conhecido e requisitado pelos seus serviços também. Um confeiteiro que mantém um blog com seus quitutes e também receitas básicas, com dicas especiais sobre culinária, entre outras coisas. Tudo conta para o aprimoramento.
Um colecionador que mantém um blog com o seu acervo digitalizado também será constantemente visitado. Se ele anexar informações especiais referente ao conteúdo apresentado, ele será um notável na área. Imagine um blog sobre uma série de livros e junto também for apresentado postagens dos autores, dos ilustradores, das versões em outros países, dos leitores famosos entre outras coisas? O assunto rende.
Um blog te torna especialista porque too o assunto pode ser adicionado. Isso o torna especialista. Quase que um historiador. Há alguns anos um colecionador de bonecas se apresentou em vários programas e televisão com seu acervo, que também viajava para exposições em diversos eventos dentro e fora do país. O colecionador sabia a história de cada peça, o figurino, a época, entre muitas outras informações. A paixão pelas bonecas acabou o tornando muito culto porque o seu senso e pesquisa pelas peças o fizeram estudar cada vez mais.
Não tenha preguiça nem desdém pelo seu blog.

Leo Vieira

Leo Terário


® Leo Vieira- Direitos Reservados

quinta-feira, 29 de junho de 2017

Leo Vieira: Blog é Cartão de Visita

Não pense que é bobagem deixar um blog bonito e atualizado, mesmo que as visitas sejam poucas. Também não pense que se uma postagem teve poucas visitas que significa que nunca mais será acessada. Assim como no título, o blog funciona como uma casinha bonita e bem arrumada, que um dia pode receber visita. E se ela estiver bem ornamentada, o hospede ficará um bom
tempo e visitará muito mais. Quem não gosta e acessar um bom site e permanecer um bom tempo garimpando informações úteis? Assim também como um livro que não conseguimos largar. Visite também os vizinhos (blogs dos colegas) e se inspire (sem plagiar!) na decoração.

Leo Vieira

Leo Terário

® Leo Vieira- Direitos Reservados

sábado, 24 de junho de 2017

ANTROvista: Marcia Lopes

Nossa amiga das letras também é muito minha amiga! Foi a primeira resenhista do meu primeiro livro "Alecognição", a primeira a ler todos os meus demais livros e também a única a fazer resenha deles. Ela também é inteligente, culta e conhecida por fazer leituras críticas e resenhas de qualidade. Aprendi e aprendo muito com ela!
O seu blog "Mundo Literário" é bastante apreciado e conhecido pelas suas resenhas. Nesse blog eu também sou colaborador e me dá um orgulho imenso em participar e interagir com os leitores. Ela é a prova e como a literatura pode unir pessoas, formando e mantendo boas amizades.
Com vocês, Marcia Lopes!



Antro Literário- Marcia, como foi sua juventude? Os livros fizeram parte na sua rotina?
Marcia Lopes- Mais ou menos. Minha mãe era analfabeta mas sabia muitas histórias e nos contava. Quando aprendi a ler, fui leitora daqueles contos de cordel para a família toda sob luz de lamparina (risos) embora não fossem histórias para criança me proporcionou muita coisa boa. Nunca li contos de fadas, nem para os meus filhos quando criança e só agora na terceira idade que comecei a ler Os Irmão Grimm. rs

Antro Literário- Qual o livro que mais impactou na sua vida naquela época?
Marcia Lopes- Um livro que nunca vou esquecer é o Menino do dedo verde de Maurice Druon que li aos 11 anos de idade e mais tarde aos 13 li Gritos do Silêncio de P. E. Quinn que me marcou demais pelos relatos sobre crianças que sofrem maus tratos, eu ainda tenho esse exemplar do Círculo do livro e vale uma releitura. Hoje em dia só deve ser encontrado em Sebos.

Antro Literário- Que tipo de conteúdo precisa ter em um livro para prender a sua atenção?
Marcia Lopes- Independente de qualquer gênero (mas tô na vibe do terror) rs Precisa ter informação mesmo que seja ficcional.  Uma  história  bem construída, narrativa envolvente,  sei lá por aí rs

Antro Literário- Como é a sua rotina de marketing e divulgação literária?
Marcia Lopes- Corrida. Faço três posts semanais e em sequência compartilhamento em grupos e retribuição dos mesmos. Sempre uma troca e aí de nós blogueiros se não fossem os colegas!

Antro Literário- Qual livro que você leu que acha que daria um bom filme?
Marcia Lopes- Nacionais tem vários começando por Eduardo Spohr com a série Filhos do Éden, Ricardo Ragazzo - 72 horas para morrer, Marcella Rossetti - Filhos da Lua , Joe de Lima - Trilogia Vera Cruz  e outros que não cabe aqui. Estrangeiros gostaria muito de ver nas telinhas Estranhos de Dean Koontz , na verdade qualquer um dele. (sou fã) .

Antro Literário- E qual filme acha que seria melhor contado em um livro?
Marcia Lopes- Os doze macacos . Esse filme  é bárbaro!Assisti duas vezes para entender. rs

Antro Literário- Se a sua vida fosse um romance de ficção, qual seria o título?
Marcia Lopes- “Perdida na galáxia da mesmice”

Antro Literário- Qual escritor você gostaria de ter como vizinho?
Marcia Lopes- Hummm Agatha Christie, Morris West, Irving Wallace, Sidney Sheldon, Fernando Pessoa ( se não tivessem morrido) rs Hoje me contentaria imensamente com Stephen King. Não citei nenhum nacional aqui porque já considero todos que curto como vizinhos no Facebook, vizinhos no Twitter e assim por toda mídia rs

Antro Literário- Qual a sua experiência literária mais marcante?
Marcia Lopes- Todas que envolve  ter conhecido pessoalmente os autores dos quais li os livros, como também manter contato com alguns virtualmente. Isso é coisa sem igual.

Antro Literário- Qual projeto literário está em andamento que queira nos contar?
Marcia Lopes- Fiz parte recentemente de um projeto criado por Gabriel Casanova no qual participo com um  micro conto, o livro se chama Grimório das Bruxas são vários autores, o livro impresso está com alguns erros de revisão, mas estamos trabalhando nisso para colocá-lo na Amazon em e-book. Porém, quem quiser adquirir impresso pode falar diretamente comigo. No mais  ainda estou galgando com o blog que falta muito por fazer.

Antro Literário- Que sonho LITERÁRIO realizaria se ganhasse na loteria?
Marcia Lopes- Com certeza qualquer coisa voltada para que ficasse mais fácil lançar um livro aqui no Brasil, inclusive o meu. rs Talvez um espaço físico parecido com a Bienal, porém, com ênfase  para debates, noites de autógrafo,  encontros de blogueiros, algo parecido.


Antro Literário- Quais os meios de contato (e-mails, sites, blogs, redes sociais, etc) para os leitores conhecerem você, suas obras e projetos?
Marcia Lopes- E-mail: marcialopeslopes6@gmail.com
Site: www  .mundoliterando.com.br
Fanpage: https://www.facebook.com/MundoLiterarioMJL/
Instagram: https://www.instagram.com/mundoliterariomjl/
Twitter: https://twitter.com/Mundoliterando
Google+: https://plus.google.com/+MarciaLopesmundoliter%C3%A1rio
O Grimório da Bruxas (PagSeguro)  - https://pag.ae/bfhTNVH


Leo mil beijos  e só você mesmo para nos fazer sair da nossa zona de conforto de pessoas que correm atrás de notícias acabar fazendo parte de uma. Muito obrigada por isso e por tudo!


Por Leo Vieira

quinta-feira, 22 de junho de 2017

ANTROvista: Nestor Alves

Nosso amigantro nasceu em Monte Alegre, no Pará e mora em Belém há 25 anos. É professor há 25 anos e trabalha paralelamente na produção e decoração de eventos. É licenciado pleno em Língua Portuguesa pela Universidade Estadual do Ceará, com vertente em Redação e Literatura. Seu primeiro livro "Humildade: Você nega ou não a sua origem?" é um livro cristão de auto-ajuda.
Com vocês, Nestor Alves!



Antro Literário- Nestor, como foi sua juventude? Os livros fizeram parte na sua rotina?
Nestor Alves- Amigo; entendendo que juventude não é fase da vida, mas um estado de espírito. Esse período foi de muitas descobertas, justamente por está em contato com os livros; livros de todos os segmentos... "Eu queria ler" (Dom Casmurro, A Viuvinha...bula de remédio rsrs). Depois de um certo tempo, somos meio que obrigados pelo sistema a ler o que eles querem, mesmo que não tenha muito conteúdo, aí...vem TCC e o "mar de livros", depois, tudo pertinente ao que estudou e por aí vai. Então, posso afirmar sim, fui bem bombardeado por eles.

Antro Literário- Como foi a sua experiência de conversão e vida cristã?
Nestor Alves- Léo, foi aos 14 anos e foi muito interessante: uma semana batizado nas águas, um mês com E. Santo, 4 meses porteiro do culto de mocidade, um ano já completando 16 anos, dirigente de congregação nos cultos de mocidade, e o recebimento de enxurradas de promessas de Deus. Acredito que esse livro Humildade já seja uma dessas promessas, pois o segundo já está vindo.
...isso tudo regado a experiências transcendental com o nosso Deus; conto um pouco nesse primeiro livro, e uma parte considerável no segundo livro e tantas outras que ainda preciso testemunhar. Até te agradeço por essa oportunidade, pois muitos precisam saber que Ele ainda tem muito a nos revelar e precisa somente de mais sensibilidade de nossa parte com o E. Santo. Ele fala essas verdades em Jeremias 33: 3

Antro Literário- Qual o seu personagem bíblico preferido?
Nestor Alves- Jesus!!!! São tantos, cada um com sua peculiaridade, mas Davi!!!! foi temente, guerreiro, sensível, e a cima de tudo tinha pavor de perder o E. Santo e uma peculiaridade que poucos conhecem, é o fato de pedir sempre a Deus que não o deixasse justificar seus erros para assim não negar a sua origem. Esse fato foi um dos que nortearam a parte mais importante do meu livro e que com certeza foi me dado pelo E. Santo.
...quando os leitores começarem a ler, entenderão o que estou falando, porque está muito bem evidenciado, já que norteou meu livro.
2 DE ABRIL DE 2017 23:07

Antro Literário- Qual escritor você gostaria de ter como vizinho?
Nestor Alves- Não sou deslumbrado e nem curioso com as coisas;  não costumo "puxar saco" pra persuadir ninguém a nada. Minha esposa que fala, que o mundo pode tá se acabando lá fora e eu tô tranquilo dentro de casa rsrsrs. Apesar da pergunta me parecer engraçada e despojada; seria uma honra ter o Léo Vieira como vizinho, mas se a Rebecca Brown também chegasse de mansinho, seria legal; aí perguntaria pra ela sobre o TOPO e a BASE espiritual, outro ponto relevante no meu livro o que ae refere a Humildade.

Antro Literário- Conte-nos um pouco sobre seu livro: "Humildade: Você nega ou não a sua origem?"
Nestor Alves- Então Léo, como falei a cima, Deus já havia revelado um plano em minha vida, e discerni que este livro foi o, ou um dos planos. Na introdução do livro, conto em que contexto iniciou, como é muito longo, tentarei ser sucinto
...isso é pra entender que o livro não nasceu aleatoriamente, simplesmente por uma vontade minha, e sim numa situação de extrema soberba e orgulho dentro da própria igreja em pleno congresso de agradecimento a Deus por parte de um dos líderes que com certeza não sabe o que significa Humildade. Foi aí que o E. Santo não só me tocou a escrever como também me deu todo subsídio para editar e lançar.
...Mesmo sendo professor de Português, só temos uma visão periférica das coisas e depois que vem a reflexão e a pesquisa, associadas a revelação do Espírito Santo, foi incrível o que Ele me revelou... a primeira coisa foi entender que humildade não tem nada a ver com situação financeira e sim traço de caráter, se é traços de caráter, só deve ser usado para PESSOA e não coisas. Outra coisa importante, é que precisamos viver todos os dias, entendendo que ninguém é melhor ou pior que ninguém, mas que precisamos viver no mesmo nível de todos, mesmo nível de dignidade, de cordialidade, respeito e principalmente simplicidade que é o que mais se confunde com a palavra humildade; aí tá a confusão de se falar: "casa humilde" o que deveria ser "casa simples", " roupa humilde" e sim "roupa simples".
...A etimologia da palavra humildade é de origem latina "húmus" que é terra fértil, filhos da terra ou terra sobre nós, em outras palavras, " é o nível em que nós estamos. Humildade é a mesma que deriva a palavra "humano", isso quer dizer, então, que todo ser humano tem o mesmo nível, e isto é confirmado na Bíblia quando Deus, na criação, fez o homem, e a matéria prima foi a própria terra, o " barro".
...A partir da etimologia, mais o texto de Davi em Salmos 19: 12,13, mais o de Jó 9:20, humildade é também assumir seus direitos e obrigações, erros e culpas, sem resistir, agir diferente disto, é uma arrogância, orgulho e soberba, logo, uma negação da sua origem.
Logo, a Humildade não é na aparência, e sim na essência, já dizia alguém, na aparência uma decência,  mas na essência uma deficiência.

Antro Literário- Você acha que a falta de humildade é o grande mal da humanidade?
Nestor Alves- Leo, assistir ao filme chamado "Inferno" de Hollywood, que tem uma chamada assim "a humanidade é a doença, o inferno é a cura". É claro que sabemos que a cura da alma é Jesus, e o diabo "me" aparece com esse bordão... Isso me faz inferir que a humanidade está realmente muito doente, e em estado terminal, mas não posso afirmar categoricamente que a falta de humildade seja o grande mal, mas posso afirmar que    para Deus é tão importante que chega a oferecer uma recompensa para os humildes (Provérbios 22:14). Sabemos que só se oferece recompensa para aquilo que é importante, então ser humilde é de fato muito importante, não é atoa que Cristo é o maior exemplo de humildade. E o maior exemplo de soberba e orgulho é o diabo, pois  foi em seu coração que nasceu o orgulho e a soberba. É por essa razão que Deus repugna essas duas características contrárias a humildade e oferece recompensa para os humildes.
Podemos até inferir então, que pode ser sim um dos grandes "mal" já que humildade é "viver todo dia, entendendo que ninguém é melhor ou pior do que ninguém, que vivemos no mesmo nível de dignidade, de cordialidade, de simplicidade e principalmente RESPEITO". Isso resume tudo.

Antro Literário- Qual o primeiro passo para uma pessoa praticar a humildade?
Nestor Alves- Primeiramente, entender imediatamente que humildade não tem nada a ver com situação financeira e sim, que é traço de caráter. Não podemos, então, dizer que "coisas" são humildes já que são inanimadas, só cabe para pessoas porque é traço de caráter. Segundamente... Viver no mesmo nível de todos... Não em situação financeira, claro.
... Pois um milionário pode ser humilde e um pobre "que não tem onde cair morto" pode ser soberbo e orgulhoso.

Antro Literário- Na sua opinião, quem é o maior exemplo bíblico e o maior exemplo contemporâneo de humildade?
Nestor Alves- já comentei que humildade é traço de caráter. Faz parte também do caráter, logo, da humildade, assumir seus defeitos e principalmente seus ERROS sem reagir e JUSTIFICAR, reagir diante disso é orgulho e soberba, antônimo de humildade, logo, uma negação da sua origem, já que humildade vem de húmus "filhos da terra" (viemos de lá e pra lá voltaremos). Durante minhas pesquisas para o livro, acredito ser levado pelo Espírito Santo a dois exemplos de humildade- Davi e Jó, que nortearam meu livro (já comentados).
Em Salmos 19:12,13 Davi diz e pede pra Deus: "Quem pode entender seus próprios erros?... Também da SOBERBA guarda teu servo...".
Jó 9:20 "se eu me JUSTIFICAR, a minha boca me CONDENARÁ... Assim podemos perceber que um pede pra guardar da soberba (Davi), outro sabe da gravidade da justificativa dos erros (Jó)...
Logo, pra mim, os dois maiores exemplos de humildade depois de Jesus, claro, é Davi e Jó.
Observe uma coisa já comentado: humildade não está na "cara", na roupa e nem na aparência, está na essência que reflete até mesmo nas atitudes, mesmo assim não dá pra apontar um exemplo contemporâneo se não tivermos o mínimo de informação sobre ela, mas durante minhas pesquisas, apontaram uma forte candidata: Madre Teresa de Calcutá; o que é interessante para percebermos que falta humildade no meio das nossas igrejas.

Antro Literário- Como é a sua rotina de marketing e divulgação literária?
Nestor Alves- Faço através das redes sociais: Facebook, WhatsApp, grupos no face e no zap e o famoso boca a boca. Fazia em sala de aula, mas deixei as salas há 5 anos para me dedicar a decoração de eventos. Diga-se de passagem que foi Deus quem mandou.

Antro Literário- Que sonho LITERÁRIO realizaria se ganhasse na loteria?
Nestor Alves- Há 20 anos que militava em favor da leitura, literatura, linguagem, educação no geral o que amo fazer, repassar conhecimento, mas hoje meu alvo são os meus livros: - Editar um já é difícil, sabes disso; dois, então, pior ainda...
Editaria todos que gostaria com diversos temas, principalmente sobre a Bíblia e linguagem- nem venderia, daria pelo menos uns 500 exemplares (rsrsrs) e lançaria em vários lugares do Brasil e do mundo.

Antro Literário- Você mantém contato com os seus leitores? Algum deles já contou uma experiência marcante ao ler o seu livro?
Nestor Alves- Como lancei agora é foi o primeiro livro, ainda não tive essa experiência; já passei por uma situação contrária a essa. Uma irmã que não tinha dinheiro, me chamou e disse que iria conseguir o valor pra comprar o livro porque todo mundo tava falando que era muito bom, e isso já me alegrou muito, também, uma postagem de uma pastora, dizendo que leu e era sensacional. Aí já me senti honrado.

Antro Literário- Quais os meios de contato (e-mails, sites, blogs, redes sociais, etc) para os leitores conhecerem você, suas obras e projetos?

Nestor Alves- por enquanto só o Facebook neynestor@hotmail.com.

Por Leo Vieira

Leo Vieira: Não Construa uma Casa pelo Telhado

O título já explica tudo, não é? Por que um escritor iniciante irá investir num marketing agressivo antes de saber se realmente o que ele está publicando é realmente bom? Eu já vi uma situação em que um escritor gastou em um lote de livros e serviços de assessoria literária um montante de dinheiro suficiente para montar uma mini gráfica! Ta certo que nem sempre temos o dinheiro de investimento literário de volta, mas pra que desperdiçar tanto dinheiro se no final o livro será lançado? O sonho de publicar é o mesmo.
Quando lançamos um livro, temos que planejar o mais importante que é a cativação dos melhores leitores. E não tem melhor leitor do que o blogueiro! Porque eles são inteligentes, críticos, criativos e vão saber como ninguém a colocar as suas ideias nos trilhos, limando qualquer bobagem textual desnecessária, entre outros devaneios megalomaníacos.
A partir de uma boa parceria com blogueiros, o seu livro vai começar a voar mais alto e assim você ficará seguro para investir mais de acordo com os seus retornos progressivos.

Leo Vieira

Leo Terário

® Leo Vieira- Direitos Reservados

terça-feira, 20 de junho de 2017

ANTROvista: Shirley Murphy


Nossa amiga das letras é do Rio de Janeiro e sempre foi fã das artes. Estudou teatro e fez 
curso de cinema. Seu primeiro livro; Sancti- A Batalha de Uma Nova Era, foi lançado em 
Janeiro de 2014 pela editora Protexto. Em seguida, a escritora iniciou uma série de  
publicações pela internet onde obteve grande repercussão, seus livros já alcançaram mais de um milhão e meio de visualizações e terminaram por tomarem-se livros impressos em um curto espaço de tempo. Ela também tem outras obras e projetos que vamos conhecer em seguida. 
Com vocês, Shirley Murphy!


Antro Literário- Shirley, como foi sua adolescência? Os livros fizeram parte na sua rotina?
Shirley Murphy- Sim, mas não de uma forma absoluta. Eu fui adolescente nos anos noventa e o acesso aos livros não era tão fácil quanto agora. Minha família sempre foi pobre, minha mãe sustentava a casa com três filhos e dois netos. Não havia dinheiro para comprar livros. Mas sempre visitava bibliotecas públicas, porque na minha escola não tinha uma. Lembro-me que às vezes matava aula para ir para a biblioteca Municipal de Maricá e ficava lá o tempo que deveria estar na escola, porque quando terminava o horário escolar, tomava conta de meus sobrinhos, minha irmã mais velha também trabalhava. Essa era minha travessura juvenil. Mas a minha rotina, apesar de um pouco difícil, era bem bonita, cheia de histórias, imaginações e sonhos e os livros eram um deles, por isso hoje sou meio viciada em comprá-los, sempre que posso acrescento mais um.

Antro Literário- Qual o livro que mais impactou na sua vida naquela época?
Shirley Murphy- Naquela época eu era muito sonhadora e descobri no Paulo Coelho as asas para minha imaginação e “O Alquimista” me levou a acreditar em um monte de coisas bonitas que quando somos jovens desejamos de coração aberto e com toda coragem de nossa alma.

Antro Literário- Que tipo de conteúdo precisa ter em um livro para prender a sua atenção?
Shirley Murphy- Olha... difícil responder. Eu sou capaz de me prender a livros com conteúdos diversos, acho que não tenho uma fórmula que possa dizer: um livro que me prende deve ser assim. Mas o que mais costuma me chamar atenção é a ligação com a história e os personagens, sentir que têm uma boa construção, que existem, ser cativada por eles, torcer, odiar, essas coisas. Então talvez possa dizer que o que mais me prende a um livro são os personagens e seu percurso ao logo da narrativa.

Antro Literário- Como é a sua rotina de marketing e divulgação literária?
Shirley Murphy- Muito complicada pois, tenho uma dificuldade enorme de me organizar. A divulgação não raramente é deixada em segundo plano. Esse é realmente meu ponto de angustia, preciso estar escrevendo sempre, ou corrigindo, ou formatando, ou registrando... enfim, resumindo: não tenho uma rotina de divulgação o que me prejudica bastante como autora.

Antro Literário- Qual livro que você leu que acha que daria um bom filme?
Shirley Murphy- Não é por vaidade, mas eu acho que o meu próximo livro; “ Infinito Eterno” daria um ótimo filme pop/dark. Mas de outro autor “A Menina que não Sabia Ler”, de Jhon Harding, apostaria em uma produção dele.

Antro Literário- E qual filme acha que seria melhor contado em um livro?
Shirley Murphy- Corra, Lola, corra. Acho que daria um livro legal.

Antro Literário- Se a sua vida fosse um romance de ficção, qual seria o título?
Shirley Murphy- Deixa eu ver aqui...  humm...  Vivendo, aprendi a ser.

Antro Literário- Qual escritor você gostaria de ter como vizinho?
Shirley Murphy- Tomás de Aquino. Poderia até morar na minha casa.

Antro Literário- Qual a sua experiência literária mais marcante?
Shirley Murphy- Eu lia muitos livros sem conseguir me envolver da forma que gostaria. Queria encontrar aquele autor, aquele livro que mexesse comigo de forma grandiosa e isso aconteceu quando li “Morro dos Ventos Uivantes” da Emily Bronte, foi então que falei comigo mesma: vou ler tudo dessa mulher! Mas então descobri que ela havia escrito apenas esta obra e que nunca conseguira alcançar o sonho de reconhecimento. Li sobre a vida dela, como tentou ser professora, estar entre as pessoas, era muito retraída e sem conseguir, voltou ao campo e morreu muito jovem tendo seu livro rejeitado. Isso mexeu muito comigo, pela primeira vez eu me via envolvida com história, personagens e autor, tudo ao mesmo tempo. Então creio que foi minha experiência mais marcante.

Antro Literário- Em que seus estudos em teatro e cinema contribuíram na construção de personagens e livros?
Shirley Murphy- Eu acho que foi mais ao contrário, minha experiência em escrever me ajudou nas experiências que tive em cursos de teatro e cinema. Acho que são universos ligados, mas bem diferentes. No audiovisual e no teatro tudo gira em torno da interpretação, seu texto deve ser feito com essa função, você escreve para que o ator e o diretor expressem o que desejou explicitar, é um trabalho de equipe e pode ter múltiplas faces. Já na literatura você é mais livre, os sentimentos devem ser colocados por você, a expressão do personagem está toda em suas mãos e você decide unicamente o que vai passar para o leitor. Mas posso dizer com segurança que o teatro me ajudou a dar uma expressividade maior a alguns personagens, os fizeram ficar maiores em alma e mais humanos.

Antro Literário- Qual projeto literário está em andamento que queira nos contar?
Shirley Murphy- Estou planejando lançar no segundo semestre o Livro Infinito Eterno, pelo meu selo editorial Sonho Azul. Trata-se de um romance sobrenatural que é meu estilo favorito de escrita. A obra fala sobre um homem que após cometer um crime gravíssimo contra Deus vê-se sentenciado a viver eternamente, sendo a mão de Deus na Terra para entregar a última felicidade a almas que em breve morrerão. Seu passado foi apagado e ele deseja recuperar o que perdeu para encontrar a redenção. Mas isso pode ser mais doloroso e custar muito mais caro do que ele imagina. Pode custar simplesmente a vida da única que ele amou em todos esses séculos.
É uma história onde falo de suicídio, estupro e suas consequências gravíssimas, fé e sobre o amor de Deus até para com as almas mais miseráveis. Tendo como plano de fundo um Inverno no Rio, anjos, a morte e uma viagem infernal.

Antro Literário- Que sonho LITERÁRIO realizaria se ganhasse na loteria?
Shirley Murphy- Eu montaria uma livraria, ou uma rede delas. E claro, investira pesado nos meus livros, né? Ahahaha.

Antro Literário- Quais conselhos daria para um escritor que também quer investir na publicação independente?
Shirley Murphy- Tenha os pés no chão. Lembre-se que sempre vai ter alguém melhor que você. Não tenha medo de publicar suas obras de forma gratuita. Acredite: é muito difícil convencer um leitor a comprar algo de um autor desconhecido, então comece a conquistar os leitores e só depois pense em ganhar algum dinheiro. Acredite parte dois: é muito improvável que você fique famosão logo no primeiro livro, não se iluda, isso é para poucos, vá construindo sua carreira passo a passo. Se você tiver talento e também um pouquinho de sorte, as coisas irão acontecer. Use plataformas como Wattpad e Luvbook para conquistar um público, depois comercialize pela Amazon. Caso queira investir em livros físicos, não faça grandes tiragens a princípio. Venda o que comprou e depois compre mais. Faça isso sucessivamente para não ficar com acúmulo de estoque. E toda sorte do mundo também ajuda!

Antro Literário- Quais os meios de contato (e-mails, sites, blogs, redes sociais, etc) para os leitores conhecerem você, suas obras e projetos?
Shirley Murphy- Entrar em contato comigo é bem fácil, pelo meu perfil no Facebook, é a rede Social onde mais estou presente. Também no Wattpad onde tenho um perfil, meu user lá é @shirleyde. Podem entrar em contato comigo também pela página da Editora Sonho Azul no Facebook ou qualquer uma das páginas dos meus livros.
Meus e-mails de contato são:
sfernandesdamota@gmail.com
contatoshirleymurphy@gmai.com

sonhoazuleditora@gmail.com

Por Leo Vieira