segunda-feira, 18 de julho de 2016

Leo Vieira: Como não "empacar" em um projeto

Ter projetos é muito bom. As piores épocas de nossa vida são quando lembramos e identificamos que não fizemos absolutamente nada. Não conquistar é uma coisa, mas não fazer nada por onde é muito pior.
Nesses casos, para não perdermos o rumo nas ideias, a melhor alternativa é estabelecer metas através de um projeto.
Mas como não travar em um propósito? Existem várias alternativas que podem ser colocadas em prática.
Antes de tudo, você precisa definir o que quer. Não se perca nas escolhas. Tenha decisão. Não podemos fazer múltiplas coisas ao mesmo tempo. Faça comparativos de aspectos mais positivos antes de escolher.
Você também precisa definir aonde quer chegar. Quem não sabe aonde quer ir, qualquer lugar serve. Tenha um rumo.
Você também precisa ter um prazo pessoal. A vida é feita de prazos. Quando você acorda, você tem um prazo para se arrumar até sair de casa a tempo suficiente para ir trabalhar ou estudar. Da mesma forma você deve ter um prazo de início e fim para cada projeto.
Uma coisa que atrasa e atrapalha qualquer projeto é distribuir tarefas. Evite isso. Parcerias somente dão certo quando a outra parte está completamente engajada. Procure entender e saber resolver todas as tramitações sem depender de ninguém.
Exemplo: se você tem um projeto de livro, não tente depender de um diagramador, um revisor e/ou um capista. Se você não está pagando de imediato, acaba ficando escravo da boa vontade alheia, além de ser constrangedor ser cobrado financeiramente de um serviço que foi resultado
de um projeto que não foi à frente.
Não dependa dos outros. Procure aprender e nem tenha preguiça pra isso. Você verá como as ideias florescem quando abrimos a mente para novos aprendizados.

Através desta fórmula, entre outras dicas, você estará pronto para tirar do papel aquele projeto literário, musical e artístico. Boa sorte!
Leo Vieira

Acompanhe a campanha de incentivo à leitura "Leia + Livros", do Leo Terário.

® Leo Vieira- Direitos Reservados 

Nenhum comentário:

Postar um comentário