segunda-feira, 9 de maio de 2016

Leo Vieira: Existe Livro Ruim?

Segundo a Ciência, não existe comprovação para a estética. A ciência não pode explicar o que é feio e o que é bonito. A estética é uma opção pessoal. Desta mesma maneira, o moralismo e o gosto pessoal também não pode ser mensurado cientificamente.
Compreendemos então que não se pode classificar um livro ruim segundo a ciência. Podemos sim julgar um livro pela sua qualidade textual e ortográfica, tornando a leitura incompreensível. Mas julgar pelo fato da história ser simplesmente ruim, irá apenas atrelar a um gosto pessoal.
Nem todo livro é ruim. Talvez ele não faça o seu gênero literário. Há uma frase que diz que não existe piada ruim e sim piada mal contada. Deve-se ter interpretação e eloquência ao contar uma piada. Se você for rápido demais, ninguém entenderá. Se você se estender demais, os ouvintes ficarão dispersos. O pior de tudo é ter que explicar a piada. Daí que perde toda a graça mesmo.
Um livro é uma história que deve ser contada no compasso de uma piada. Ele deve ter uma boa gramática, uma boa "eloquência textual" para que o leitor não se perca no decorrer das páginas e deve fazer o expectador fazer um bom passeio durante a aventura. Resumindo: um escritor deve ser um bom contador de história.

Portanto, não critique um livro somente pelo fato de ser mal contado. Um bom leitor vai além e compreende além da intenção do autor.
Leo Vieira

Acompanhe a campanha de incentivo à leitura "Leia + Livros", do Leo Terário.

® Leo Vieira- Direitos Reservados 

Nenhum comentário:

Postar um comentário