terça-feira, 5 de novembro de 2013

Fraudes ou Pegadinhas Literárias?

Será que ninguém percebeu que essas correntes de frases incoerentes de Clarice Lispector, Carlos Drummond de Andrade, Luís Fernando Veríssimo, entre outros são somente "pegadinhas" para descobrir o nível de desconhecimento e desinformação de quem as compartilha?
Eu já vi um texto de auto-ajuda "assinado" por Willian Shakespeare que foi até citado como autoria dele em performance teatral!
Da mesma forma, notícias fictícias em sites de humor jornalístico devem ser lidas somente com ótica humorística. Já vi posts revoltados com a matéria de que a "Igreja Universal colocará os dizimistas atrasados no SPC e SERASA". Pior ainda são os que acreditam piamente e teimam quando são questionados. E quando são desmentidos, chegam a deletar o texto verdadeiro (quando não deletam a amizade também), mas fazem questão de manter o erro.

Não acredite em tudo o que lê e não compartilhe tudo o que vê. Não custa nada pesquisar as fontes, para não ser conivente de erros alheios e acabar denigrindo a sua imagem pessoal e as de suas páginas virtuais.



Leo Vieira

Um comentário:

  1. Adorei a imagem dos autores e as falas.
    O pior é que isso, de dar falsa autoria para os textos, está sendo uma prática muito comum nos dias de hoje.
    Espero que as pessoas se conscientizem; o que eu acho muito difícil de acontecer, porque o mundo está cheio de pessoas acomodadas.

    ResponderExcluir