sábado, 29 de junho de 2013

Porque a Heráldica é Importante

Um dos estudos que eu mais gosto além da Etimologia é a Heráldica. Saber a origem dos nomes é fundamental, mas saber a dos sobrenomes se torna essencial e proporciona uma experiência cativante a todos.
As palavras têm as suas origens por meios de associações e vão variando à medida que vão conquistando seu espaço no vocabulário regional. Um exemplo atual são as linguagens virtuais se tornando cada vez mais comuns e ganhando espaço no dicionário.
Os nomes de regiões e os de batismo vêm de referências aos seus países de origem. O meu nome tem origem teutônica e significa "bravo como o leão" (quem me dera, he he).
Muitos nomes também podem influenciar na personalidade, portanto, seja sábio e sensato na hora de escolher os nomes para os seus filhos.
Nomes simples, apesar de comuns e modestos, nunca saem de moda. Eu gosto mais dos nomes femininos que se assemelham a joias, como Jade, Pérola e Cristal; e também os que se assemelham à flores, como Jasmin, Angélica e Hortência. Afinal, as mulheres são dádivas preciosas, delicadas e graciosas. Para batizar homens, sejam filhos e/ou personagens, nomes que não tiverem “Y”, “K” e/ou “W”, já é um bom começo.


Agora, vamos aos sobrenomes:
VIEIRA é sobrenome originário de Santiago de Compostela, na Galícia, norte de Portugal. Por volta de 1120, quando D. Afonso Henrique procedeu a unificação e criou o reino de Portugal, havia, na época, mais de cinquenta famílias na região e uma delas era a dos Vieiras. Com a criação do reino de Portugal, a família Vieira deslocou-se para as cidades portuguesas de Leiria e Minho. Os Vieiras que chegaram ao Brasil teriam embarcado na cidade do Porto e desembarcado em Pernambuco de onde se espalharam por todo o Brasil.
Os meus antepassados Vieira vieram dos escravos que ganharam o sobrenome de seus senhores com a Abolição da Escravatura (é, eu tenho um pezinho na senzala).
Fiquei mais curioso e me aprofundei mais sobre de onde teriam vindo os patriarcas dos Vieiras portugueses. E adivinha? Dos escandinavos! Isso mesmo; na linhagem das famílias vikings existem os "Wieora" (mas eu não sou descendente dos bárbaros).

E a vieira na verdade é o quê? Não é aquela viseira na cabeça do cavalo que puxa a carruagem, apesar da semelhança no nome.
Vieira é um molusco refinado com concha dourada em forma de leque. Conhecido como Scallop (em inglês) e coquille saint-jacques (em francês). Na culinária, é uma iguaria mais requintada que a lagosta (!). A vieira também é símbolo de heráldica e está presente em "O Nascimento de Vênus" de Botticelli (quanta nobreza!).
Apesar da aparência estática, são boas nadadoras e muito resistentes (por isso estampa o brasão dos nobres navegantes).
SILVA é sobrenome originário de uma região portuguesa perto de Valença chamada Torre de Silva (amoreira). Nesse local, teve a sua origem o Reino de Leão, e por isso seu brasão de armas faz referência a ele, sendo um leão vermelho (ou purpura) armado e lampassado de vermelho ou azul, sobre um campo prata.
Silva também vem do latim, que significa selva, floresta e/ou bosque. Silva é o nome da árvore da amora, muito popular no norte lusitano.
O sobrenome é muito comum no Brasil em razão de ser o mais adotado pelos escravos e também por europeus que se refugiavam no Brasil, se passando por anônimos.
Portanto não tenha vergonha de seu sobrenome Silva; você pode ter sido descendente de um nobre estrangeiro que não queria aparecer.
Os meus antepassados Silva vieram dos alemães (por isso esse meu desprovimento de melanina). O meu bisavô paterno era filho de alemães que tentaram vida nova no Brasil, no século retrasado. Trocaram o "Schmidt" por "Silva" para não haver preconceito, tão comum naquela época.
Os Vieiras portugueses vieram dos escandinavos; e os Silvas portugueses? Do Oriente. Desde a época do Reino dos Godos, alguns príncipes adotaram o sobrenome.

Como podem ver, minha árvore genealógica é muito humilde. Sou filho de escravos e de imigrantes alemães. Meus sobrenomes, apesar de comuns, têm origens nobiliárquicas e carregam uma notável história que passou por muitos pontos importantes da história do desenvolvimento das nações.
No fim, gostei de saber que sou um Leão duas vezes: no significado do nome e na história do sobrenome.
Que assim seja na vida de todos nós: Bravos como o Leão em seus propósitos, conquistando o seu espaço na selva; Nobres, Resistentes e com grande Valor em seu interior, como a Vieira; e Fortes e Acolhedores como a Silva, a Árvore Real de Valença.
Claro, tudo isso sem nunca esquecer de nossas origens humildes, porque assim como a Silva (e também em qualquer outra árvore), somos grandes e fortes porque nos sustentamos sob nossas raízes.

"O temor do Senhor ensina a sabedoria, e a humildade antecede a honra."
(Provérbios 15:33)

"A recompensa da humildade e do temor do Senhor são a riqueza, a honra e a vida."
(Provérbios 22:4)

"Portanto, humilhem-se debaixo da poderosa mão de Deus, para que ele os exalte no tempo devido."
(1 Pedro 5:6)


Quando nos humilhamos perante Deus, nos tornamos honrados e nobres. Somos todos iguais perante o Senhor e um dia, todos nós faremos parte de uma só Família Real e Eterna.
A Heráldica Divina é a nobreza mais importante que devemos buscar e conquistar. Pensem nisso!

Leonardo Vieira Silva
escritor

2 comentários:

  1. Quero conhecer mais sobre meus antepassados.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, André. Comece fazendo uma consulta no Cartório com os nomes e datas de nascimento de seus pais e avós maternos e paternos. A partir daí você terá uma boa ramificação para se aprofundar na pesquisa.
      Grande abraço,
      Leo Vieira

      Excluir